Jornalistas de Rio Preto lançam livro sobre J. Hawilla

Os jornalistas Allan de Abreu e Carlos Petrocilo entrevistaram cartolas, promotores, políticos, jornalistas e empresários ligados ao marketing esportivo e à TV no Brasil, Argentina e Paraguai, revelam documentos inéditos, confrontam fontes, tudo isso para contar detalhes exclusivos do megaesquema de corrupção protagonizado por J. Hawilla.

O futebol é sujo. Seria apenas uma frase qualquer, não fosse dita pelo pioneiro do marketing esportivo no Brasil. O empreendedor que ficou bilionário à custa de corrupção desenfreada e de conchavos com mídia, políticos e empresários. O jornalista esportivo que se tornou um dos mais bem-sucedidos empresários do país. O corruptor que virou delator: J. Hawilla.

Fruto de dois anos de pesquisa, O delator é mais que uma biografia; é o raio-x do homem que implodiu a máfia da cartolagem nas três Américas. Traz informações exclusivas, detalhes até então desconhecidos, contratos explosivos jamais revelados e propinas de todos os tipos. Disseca, ainda, a parceria com Ricardo Teixeira e a CBF, que viria a sequestrar dos brasileiros a gestão de seu bem mais amado: o futebol.

Os premiados jornalistas Allan de Abreu e Carlos Petrocilo mapeiam, aqui, as metamorfoses de Hawilla. De radialista do interior até senhor de um patrimônio que inclui afiliadas da TV Globo no interior, fazendas, holdings, jatinhos, fazendas de criação de gado; passando pela compra e venda de placas de publicidade na beira do gramado em estádios. Mais tarde, os direitos de transmissão televisiva dos mais importantes eventos de futebol do planeta.

Os autores revelam, ainda, detalhes de seu depoimento ao FBI, após ser acusado de formação de quadrilha, obstrução de justiça, lavagem de dinheiro, fraude bancária… sem nunca ter sido nem ao menos indiciado em seu país natal. Protagonista de um megaesquema de corrupção que lhe garantiu fortuna e impunidade, Hawilla optaria por se tornar um homem-bomba. E implodir o sistema.

Hawilla está para o futebol como Marcelo Odebrecht para a construção civil. Ambos prosperaram em um ambiente de privilégios e pouquíssima transparência. Escrutinar sua trajetória é entender as raízes do subdesenvolvimento de nosso futebol. Pródigo em talentos, mas indigente em gestão e profissionalismo, atrelado a interesses ilegítimos. O delator é um gol de placa do jornalismo investigativo.

Serviço:

O DELATOR
A história de J. Hawilla, o corruptor devorado pela corrupção no futebol
Allan de Abreu e Carlos Petrocilo
266 páginas
Preço: R$ 49,90
Grupo Editorial Record/Editora Record
NAS LIVRARIAS EM 15 DE JUNHO

Sobre os autores:

Allan de Abreu nasceu em Urupês (SP) em 1979. Jornalista com mestrado em teoria da literatura pela Unesp, é repórter da revista Piauí. Trabalhou nos jornais Folha de S.Paulo, Diário da Região, Bom Dia e O Estado. Venceu o Prêmio Esso de Jornalismo na categoria Interior em 2004 e é autor de Cocaína: a rota caipira, também pela Editora Record.

Carlos Petrocilo nasceu em São José do Rio Preto (SP) em 1983. Jornalista formado pela Universidade Santo Amaro, em São Paulo, é editor de esportes do Diário da Região. Trabalhou como repórter no Jornal da Tarde e no Lance!. Venceu o Prêmio Petrobras na categoria Reportagem Esportiva em 2013 e é autor do livro Meninas, o sonho de bola.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*