O Rio Preto Esporte Clube

Uma história de conquistas e tradição desde 1919

No dia 21 de abril de 1919 era fundado o Rio Preto Esporte Clube por um grupo de jovens: Prof. Atílio Onibeni, Francisco de Almeida Viegas (Pacheco), Gabriel Camarero, Francisco Laurito, José Bueno (Juca Bueno), João Jorge (João da Pinta), Francisco Fusco e José Zanirato “Bepe”.

Existia nesta ocasião, na cidade, uma agremiação conhecida apenas por “Esporte Clube”, composta por elementos ligados às firmas comerciais de São José do Rio Preto. Procuraram então seus diretores e propuseram-lhes a fusão dos dois clubes. Assim, o clube fundado passou a chamar-se Rio Preto Esporte Clube, como homenagem ao clube extinto.

A primeira apresentação do “Rio Preto Esporte Clube” foi com o Clube Atlético Imperial da cidade de Taquaritinga. Depois da primeira apresentação, mesmo tendo sido derrotado, os convites para exibições não paravam de chegar, e estudos eram feitos e os melhores eram acolhidos.

Estádio Coronel Victor Brito Bastos

Os Fundadores se depararam com um problema dos mais sérios: onde haviam de praticar o futebol, afinal de contas foi e esporte que deu origem à formação do Clube. Começaram a fazer visitas aos proprietários para que cedessem um local para fazer o campo, procuraram diversos deles, até que um, Cel. Victor Brito Bastos, numa demonstração de amor às causas esportivas e ainda da simpatia com que recebeu a noticia da fundação da nova agremiação, cedeu graciosamente, extensa faixa de terreno, para que ali pudessem levar adiante os planos então de projetar o nome de Rio Preto. Dois anos se passaram e o campo foi totalmente cercado com muro de tijolos e arquibancada de madeira. Coube a Bepe Zanirato, construtor da época, esses melhoramentos. Estádio Coronel Victor Brito Bastos, foi o nome dado ao Estádio, numa homenagem o doador do terreno.

Estádio Anísio Haddad

A cidade cresceu e sentindo a necessidade de dotar a tradicional agremiação de uma praça de esportes mais completa, em meados de 1965, surge o Novo Rio Preto E.C.. Formou-se uma comissão encabeçada pelo desportista Farid Abrão Maluf.

O terreno do Estádio Coronel Victor Brito Bastos foi loteado e vendido, mais as vendas de títulos patrimoniais, a agremiação comprou uma área de 68 mil e 100 m² (quase três alqueires), pegado ao Consorcio de Menores, área esta localizada na Vila Universitária. Um projeto arrojado, com capacidade para 35 mil pessoas, e no dia 21 de abril de 1968, o novo estádio do Rio Preto era inaugurado. Devido a colaboração importante na sua construção pela Família Haddad, em especial Sr. Anísio Haddad e Valdemar Haddad , veio a ser denominado “Estádio Anísio Haddad”, que foi inclusive um dos grandes presidentes.

Mascote

"O Couro Duro do Oeste Paulista"

O mascote do Rio Preto é um dos mais simpáticos entre todos os clubes do interior paulista. O jacaré foi adotado a partir de um concurso realizado pelo clube no ano de 1968. Até aquele ano, o clube mais antigo da cidade de São José do Rio Preto, fundado em 1919, era conhecido por sua torcida como “glorioso”.

O pintor Cláudio Malagoly, autor do mascote do Rio Preto, deve ter se inspirado nas versões da população, acostumada a ver jacarés pelas margens do Rio Preto, que corta a cidade.
A escolha do bicho ganhou o adendo de “Couro Duro do Oeste Paulista”.

Endereço

Estádio Anísio Haddad
Avenida Anísio Haddad, 6188 – Jardim Universitário
São José do Rio Preto/SP
CEP 15093-000
F: (17) 3022-4556/ 32266889 / 32167335

Presidente

Suélio Ribeiro


Tabela Copa SP

Data e local: Jogo 1

Data e local: Jogo 2

Data e local: Jogo 3

Em breve...


Tabela Paulista-A2

Data e local: Jogo 1

Data e local: Jogo 2

Data e local: Jogo 3

Em breve...